Navigation Menu

Alteração Menstrual na Dieta Crua



As mulheres em transição para a dieta crua quase sempre experimentam mudanças positivas em seu ciclo menstrual.





É comum que as mulheres que adotam uma dieta 70 à 100% crua, com um alto consumo de hortaliças frescas, notem uma significativa diminuição do fluxo menstrual e dos sintomas pré-menstruais (TPM).  

O período menstrual dessas mulheres passa a acontecer sem dor e com menor duração de dias. Por exemplo, mulheres que costumavam sangrar intensamente por um período de 5 dias, relatam ter sangramentos mais leves, claros e sem odor, com duração de apenas um ou dois dias. Outras, afirmam experimentar um sangramento imperceptível ou até mesmo deixaram de sangrar.

Alguns estudiosos alegam que o sangramento menstrual não seja algo tão natural quanto se imagina. Ao observarmos os animais na natureza selvagem, nota-se que as fêmeas não costumam ter fluxo menstrual abundante. Apenas as mulheres e também as fêmeas de animais domesticados que passaram a viver sob o estresse da civilização e adotaram uma dieta industrializada é que costumam sangrar.





"Entre os animais que vivem em seu estado natural, com exceção de determinados macacos, a menstruação é desconhecida. No entanto, sob condições de domesticação, secreções de sangue periódicas têm sido observadas em diversos animais ... Este sangramento em animais domesticados, com vista à sua ausência entre animais selvagens da mesma espécie, indica claramente que a menstruação em tais casos não é natural, mas sim o resultado de condições de alimentação artificial e confinamento. 
Raymond Bernard, cientista


 
Parece não haver ainda nenhum estudo científico documentado sobre as causas e as consequências da ausência da menstruação, especificamente, em mulheres que adotam a dieta crua.


No entanto, há diversos depoimentos de mulheres crudivoristas que afirmam sentirem-se muito bem e com exames médicos normais, mesmo estando anos sem menstruar, embora permaneçam férteis e ovulando.

Segundo a ciência, no entanto, a ausência da menstruação por 3 ciclos consecutivos é caracterizado como amenorreia e pode levar à osteoporose precoce. Por isso, é importante que cada mulher faça exames periódicos.

A amenorreia, geralmente, ocorre em mulheres que estão consumindo uma baixa quantidade de calorias e de gorduras, exercitando-se extensivamente ou que estão com um baixo nível do hormônio leptina no organismo, como ocorre nos casos de atletas e mulheres que sofrem de bulimia e anorexia.




 "Minha experiência mostrou que pouco fluxo menstrual a cada mês, sem TPM, sem dor, parece ser o estado natural de uma mulher. A falta de minerais como magnésio, ferro, vitaminas B9, B12 e gordura corporal excessivamente baixa podem causar mudanças em relação à uma menstruação adequada. Além disso, grandes doses de vitamina C também podem reduzir ou parar a menstruação." 
David Wolfe



A dieta crua e todo o estilo de vida saudável que a envolve,além de aumentar a libido e a saúde sexual, tem levado suas praticantes a livrarem-se dos sintomas de enxaqueca, cólicas, inchaço, náusea e retenção líquida durante o período menstrual, aumentando a disposição e bem estar. Quando seguida corretamente, a dieta tem se mostrado eficaz em limpar o sistema reprodutor, tratando e prevenindo-as de enfermidades, tais como ovários policísticos, miomas, endometriose, etc... 

Você é adepta da dieta crua? Qual é sua experiência e as mudanças que notou em seu ciclo menstrual?






Um comentário:

Follow @ Rawfoodmec